CPMI da JBS ouve ex-procurador da República Marcelo Miller

Miller é suspeito de ajudar a formatar acordo de delação premiada dos executivos da JBS enquanto fazia parte da equipe do ex-PGR, Rodrigo Janot

Divulgação/MP

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da JBS ouve na manhã desta quarta-feira (29/11) o ex-procurador da República Marcelo Miller.

Miller é acusado de ter ajudado a formatar a proposta de delação premiada dos executivos da JBS quando ainda fazia parte da equipe do ex-procurador geral da República Rodrigo Janot.

Marcelo Miller se desligou oficialmente do Ministério Público em 5 de abril. Na defesa que entregou ao Supremo Tribunal Federal, ele alega que decidiu deixar o órgão em fevereiro para trabalhar em um escritório de advocacia, mas que o desligamento só ocorreu oficialmente em abril porque ele ainda tinha férias vencidas para tirar.

Após sair do Ministério Público, o ex-procurador foi atuar em um escritório de advocacia que defende os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos do grupo J&F, que controla o frigorífico JBS e outras empresas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.