CPMF: Bolsonaro confirma aval para Guedes discutir novo imposto

Presidente ponderou que deve haver compensação tributária. “Tem que ver, por outro lado, o que vai deixar de existir” declarou

O presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Economia, Paulo Guedes. Foto: Reprodução.

O presidente Jair Bolsonaro confirmou neste domingo, 2, que deu o aval para o ministro da Economia, Paulo Guedes, discutir com o Congresso a criação de uma “nova” Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), imposto extinto que cobrava taxas sobre movimentações bancárias.

“O que eu falei com o Paulo Guedes, você fala CPMF, né, pode ser o imposto que você quiser, tem que ver, por outro lado, o que vai deixar de existir. Se vai diminuir a tabela do Imposto de Renda, o percentual, ou aumentar a isenção, ou desonerar a folha de pagamentos, se vai também acabar com o IPI”, disse o presidente.

Bolsonaro ponderou que decisão estará sujeita a opinião do povo. “Então eu falei para ele (Guedes), quando for apresentar a vocês, botar os dois lados da balança. Se o povo não quiser, vou nem falar Parlamento, nós e o Parlamento somos subordinados ao povo. Se o povo achar que não deve mexer, deixa como está. Agora, tem o dono da padaria aqui, a dificuldade que é contratar gente com esse emaranhado de leis que temos pela frente, direitos”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.