CPI da Petrobras suspeita que ex-deputado esteja vivo e pode pedir exumação de corpo

Grupo recebeu informações de que o homem teria sido visto na América Central. Janene morreu em 2010

Ex-deputado federal José Janene | Foto: Agência Câmara

Ex-deputado federal José Janene | Foto: Agência Câmara

A CPI da Petrobras pode pedir a exumação do corpo do ex-deputado federal José Janene (PP-PR), falecido em 2010 após um infarto, por suspeita de que ele ainda esteja vivo. O presidente da CPI, deputado peemedebista Hugo Motta (PB), disse nesta quarta-feira (20) que pedirá a exumação.

Motta relatou que ouviu falar que o ex-deputado estaria vivendo na América Central. ” A própria viúva disse que o caixão chegou lacrado. Existem fortes indícios de que ele possa estar vivo”, e completou: “A suspeita é que ele [Janene] pode ter fraudado essa morte, como ele tinha contas no exterior com Alberto Youssef, e possa ter ficado com grande parte desse dinheiro e possa estar vivendo na América Central.”

Investigações da Operação Lava Jato, da Polícia Federal, apontaram que Janene teria sido um dos operadores do esquema de corrupção na Petrobras. O nome do ex-deputado foi citado em depoimentos do doleiro Alberto Youssef. José Janene também era réu no processo do mensalão. Ele morreu antes de ser julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) pelo suposto envolvimento no esquema. (Com informações da Folha de S. Paulo e do G1)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.