CPI da Lei Rouanet ouve produtora de show de Claudia Leitte

Ministério da Cultura pede que sejam devolvidos R$ 1,2 milhão aos cofres públicos; produtora diz que shows foram realizados

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga irregularidades nas concessões de benefícios fiscais repassados a ações culturais por meio da Lei Rouanet ouve, nesta terça-feira (28/3), o sócio-administrador da produtora Ciel, Claudio de Oliveira Inácio Junior.

Em outubro de 2016, a Ciel teve rejeitada a prestação de contas de um projeto de shows da cantora Claudia Leitte, pelo Norte, Nordeste e Centro-Oeste, que havia sido autorizado a captar recursos via Lei Rouanet.

O Ministério da Cultura pede que a cantora devolva R$ 1,2 milhão aos cofres públicos – dinheiro captado por meio da Lei Rouanet. O ministério alega que a produtora não cumpriu regras legais de distribuição e venda de ingressos.

O escritório de advocacia que representa a produtora, no entanto, afirma que todos os eventos foram realizados e podem ser comprovados.

A audiência será realizada no plenário 6 da Câmara dos Deputados, a partir das 14h30, a pedido do relator da CPI, deputado Domingos Sávio (PSDB-MG).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.