Covid-19 mata pesquisador brasileiro que liderou pesquisas sobre a doença

Luiz Ricardo Goulart Filho estava internado havia 4 meses. Ministro Marcos Pontes usou Twitter para lamentar a perda

Goulart Filho, professor da UFU: ciência brasileira de luto | Foto: Divulgação/UFU

Luiz Ricardo Goulart Filho, professor da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), morreu nesta segunda-feira, aos 59 anos, por complicações decorrentes da Covid-19, após passar quatro meses internado. O corpo do docente foi velado em Uberlândia (MG).

Desde o início da pandemia, ele coordenava pesquisas na UFU sobre a doença, incluindo a de um teste para detectar o coronavírus por meio da saliva. Goulart Filho era graduado em Ciências Biológicas pela Faculdade Educacional de Machado e em Agronomia pela Universidade Federal de Lavras (Ufla). Era também mestre em Genética, doutor em Genética Molecular, com pós-doutorados em Patologia Molecular Médica e Microbiologia Médica e Imunologia.

Em abril do ano passado, o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, visitou a UFU para conhecer os projetos do pesquisador. Ele demonstrou seus pêsames no Twitter: “Uma enorme perda para a ciência brasileira. Meus sentimentos aos colegas e familiares do Prof. Dr. Luiz Ricardo Goulart Filho. Descanse em paz”, escreveu o ministro.

A pasta também emitiu nota de pesar, sem mencionar a covid-19 como causa da morte de Goulart Filho. “O MCTI se solidariza com todos os familiares, amigos e colegas”, afirmou o ministério, ao lembrar a trajetória de Goulart Filho na ciência.

Professores da UFU afirmaram lamentar a morte do colega. “O professor Luiz Ricardo foi mais uma vítima da Covid-19. Ele que, de forma tão diligente, com tanta competência, vinha trabalhando em diversos temas diretamente à questão desta pandemia. Particularmente uma pesquisa muito bem-sucedida, relacionada a novas formas de testagem da Covid-19”, declarou o reitor da universidade, Valder Steffen Júnior.

* Com informações do portal UOL.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.