De acordo com relatório, no período de 30 de maio a 8 de junho, foram realizadas 6.044 vistorias na capital

Foto: Reprodução

A Central de Fiscalização da Covid-19 em Goiânia divulgou um balanço das ações realizadas nos últimos 40 dias no intuito de frear a disseminação do novo coronavírus na capital. Os relatórios foram apresentados na última quarta feira e somam o resultado de ações realizadas diariamente em 18 diferentes localidades de Goiânia.

De acordo com o Relatório Gerencial de Operações, no período de 30 de maio a 8 de junho foram realizadas 6.044 vistorias na capital. Ocorreram 239 ordens de fechamentos por não cumprimento dos protocolos dos decretos municipais e estaduais, que são os estabelecimentos que não estavam autorizados a funcionar. Além disso também foram fechadas 71 salas por descumprimento ao escalonamento de horário de abertura.

No relatório da Central de Fiscalização, houve dois bairros com um grande número de irregularidades, ocorrendo assim os maiores índices de ordens de fechamento por não cumprimento das normas dos decretos.

No Setor Bueno, por exemplo, 55 estabelecimentos foram fechados. No Jardim América o número foi ainda maior: 65. Vale lembrar que ambos os bairros estão entre os quatro com maior número de casos da Covid-19 em Goiânia.

O Setor Campinas, tradicional região de comércio da capital, também chamou a atenção pela quantidade de multas, com 22 autuações. Ainda segundo relatório, foram registradas 1.519 notificações por descumprimento dos protocolos de segurança para funcionamento, como por exemplo, norma de distanciamento social e capacidade de atendimento, uso de máscara, álcool gel e outros. Ao todo, foram aplicados 30 autos de infração.