Cotado para 2016, Jayme Rincón afirma que Goiânia precisa de gestão “estilo PSDB”

Tucano fez duras críticas ao atual prefeito Paulo Garcia (PT), com quem mantém relações pouco amistosas

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Marcello Dantas e Marcelo Gouveia

Durante cerimônia de diplomação dos políticos eleitos em 2014, na manhã desta sexta-feira (19/12), o presidente da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), Jayme Rincón, afirmou que a capital goiana “está precisando de uma administração no estilo PSDB”. O tucano, que é cogitado para concorrer ao cargo de prefeito em 2016, fez duras críticas ao atual prefeito, Paulo Garcia (PT), com quem mantém relações pouco amistosas.

Em entrevista à imprensa, questionado quanto às possibilidades de sair candidato em 2016, Jayme evitou comentar as especulações, apenas garantiu que o partido trará um nome “forte” para o próximo pleito. “Única coisa que posso dizer é que o PSDB terá um candidato forte e com condições de disputar e vencer as eleições”, garantiu.

O presidente também negou que tenha articulado em prol da vitória do tucano Anselmo Pereira na recente eleição para a mesa diretora da Câmara Municipal de Goiânia, como chegou a ser especulado. Na avaliação dele, a vitória da oposição na Casa é a prova de que a capital necessita de mudanças o quanto antes.

“Foi um passo importante. O grupo que está aí há 12 anos fracassou. A situação que Goiânia vive — em termos de descuido, abandono e de uma crise financeira sem parâmetros — é um sinal claro de que chegou a hora do PSDB tomar o seu lugar”, concluiu o presidente da Agetop.

Articulações

Ainda sobre as articulações para 2016, o presidente do PSDB goiano, Paulo de Jesus, durante o mesmo evento na manhã desta sexta-feira, também se recusou a falar em nomes para o mais próximo pleito. Disse, no entanto, que 2015 será o ano da “preparação” e contou quais são as expectativas do partido para a disputa. “Pretendemos fazer, no mínimo, 80 prefeitos do PSDB, e vamos conseguir”, contou.

Deixe um comentário