Correios publica regulamento do Plano de Desligamento Incentivado

Adesão ao PDI 2020 poderá ser feita de 4 a 15 de janeiro de 2021 para quem atender os pré-requisitos

Correios quer desafogar quadro de funcionários Foto: reprodução

Os Correios anunciaram, na sexta-feira, 4, o Plano de Desligamento Incentivado (PDI/2020), o nome novo para o antigo plano de demissão voluntária. Poderão se inscrever os empregados que atendam aos seguintes requisitos: estar aposentado; estar enquadrado em cargo em extinção na empresa; ou possuir tempo de efetivo exercício nos Correios maior ou igual a 15 anos na data do desligamento – entre outras condicionantes descritas no plano.

A adesão ao PDI 2020 poderá ser feita de 4 a 15 de janeiro de 2021. Para o presidente dos Correios, Floriano Peixoto, a iniciativa dá continuidade ao processo de fortalecimento dos Correios.

“Ao lançarmos este programa, buscamos atuar em duas frentes distintas, porém complementares: a redução de despesas com pessoal e, mais importante, a adaptação do quadro funcional à realidade do mercado. Esperamos, ainda, promover um reconhecimento digno aos que labutaram por décadas em prol da empresa”, afirma o dirigente.

Os empregados que optarem pela adesão, contarão com um simulador virtual, que facilitará a análise das questões financeiras e as vantagens do PDI 2020.

O PDI é um recurso utilizado por empresas públicas e privadas, por meio do qual o empregado, de acordo com os termos do regulamento, pode solicitar o seu desligamento.

O Ministério da Economia espera que ainda neste mês de dezembro seja enviado ao Congresso o plano de privatização dos Correios. A meta do Ministério é quitar a dívida de R$ 14 bilhões e acabar com o monopólio da empresa pública. Veja mais aqui

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.