Corpo de médium assassinado no Rio de Janeiro é sepultado

Gilberto Arruda foi morto na última sexta-feira (19). Presidente do Centro espírita onde trabalhava não acredita que o crime tenha sido motivado por questões religiosas

mediumO corpo do médium Gilberto Ribeiro Arruda foi sepultado neste sábado (20/6), às 12 horas, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. O velório ocorria desde as 9 horas.

O homem, principal médium do Lar de Frei Luiz, maior centro espírita do Rio, foi assassinado na última sexta-feira (19), aos 73 anos. Gilberto foi encontrado pela esposa em casa, no centro espírita, com sinais de tortura e espancamento. Ele estava com as mãos atadas e com uma mordaça na boca.

Arruda trabalhava no Lar de Frei Luiz havia mais de 60 anos. Ele realizava várias cirurgias espirituais, sendo que já chegou a operar algumas figuras públicas, como a apresentadora Xuxa, a cantora Elba Ramalho e o ator Carlos Vereza, que acompanhou o sepultamento.

A Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro informou que as investigações já estão em andamento. O presidente do centro, Wilson Pinto, disse que não notaram entrada de pessoas estranhas no local antes da morte, e ainda que não acredita que o crime tenha sido motivado por questões religiosas. (Com informações do Estadão)

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Epaminondas

Até agora a vítima não apontou o seu assassino?

Logo se vê que ele não era um espiritista excelente ou ruim. Era médium.

Não se preocupem se o assassino não for preso. Na próxima encarnação ele pagará.