Corpo de Léo Mendanha aguarda liberação e sepultamento deve acontecer só na quinta-feira, 8, em Aparecida

Família do ex-deputado estadual e pai do prefeito de Aparecida de Goiânia aguarda protocolo para liberação do corpo após morte constatada no Hospital Albert Einstein, em São Paulo

Leo Mendanha e Gustavo Mendanha (Foto: Reprodução / Instagram)

O corpo do ex-deputado estadual Léo Mendanha, que teve constatada morte encefálica no Hospital Albert Einstein, na noite de terça-feira, 6, em São Paulo, ainda aguarda o protocolo de liberação. O pai do prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha, morreu em decorrência da Covid-19 e o corpo será transladado para Aparecida de Goiânia por via terrestre.

A expectativa é de que o sepultamento ocorra apenas na quinta-feira, 8, em Aparecida após um cortejo fúnebre.

Gustavo Mendanha, que também está hospitalizado em razão da Covid-19, lamentou a morte do pai. “É difícil expressar o sentimento que está no meu peito. Perdi não só um pai, perdi não só um amigo, perdi o maior incentivador da minha vida. Meu pai era meu alicerce, era minha base, minha raiz, minha estrutura abaixo da envergadura que me tornei. O homem provavelmente mais humilde e simples que conheci, desprovido de vaidade. E com um coração que não cabia no peito. Sempre disposto a ouvir os que normalmente não eram ouvidos, atento, e sempre querendo trazer resoluções”.

“Seguirei seus exemplos junto com a nossa família. Lembrando do que ele sempre dizia “combati o bom combate e guardei a fé”. A nossa fé permanece inabalável no Deus de Israel. Sairemos dessa fornalha ainda mais fortes. Meu eterno amor ao meu pai. Peço que orem por todos os que estão sofrendo hora com as perdas, hora com a doença. Jesus Vive e Reina pra Sempre! Papai te amo, e toda nossa família”, disse em publicação nas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.