Coronel suspeito de ser laranja pagou por reforma de imóvel da filha de Temer

E-mail encontrado pela PF liga João Baptista Lima Filho à obra de Maristela Temer

A Polícia Federal (PF) encontrou uma cópia de e-mail na casa do coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Michel Temer (PMDB), com sinais de que ele cuidou de pagamentos da reforma de um imóvel de Maristela, uma das filhas do presidente. A informação é da Folha de São Paulo desta quinta-feira (15/6).

De acordo com a publicação, o documento de 2014, enviado por um arquiteto, cobra de Lima o valor de R$ 44.394,42 pela obra.

O coronel aposentado da PM, aliado do presidente há mais de 30 anos, é investigado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sob suspeita de atuar como laranja dele. De acordo com as delações da JBS, Temer indicou o coronel para receber R$ 1 milhão dos R$ 15 milhões que a empresa destinou para o caixa dois da campanha dele em 2014.

Na mensagem apreendida pela PF, o arquiteto Luiz Visani, da Visani Engenharia, informa a mulher do coronel, Maria Rita Fratezi, sobre os pagamentos que devem ser feitos em novembro de 2014.

Destinatária da mensagem, a mulher do coronel é arquiteta e trabalha na empresa de construção da qual ele é dono, a Argeplan. Uma cópia do e-mail foi encontrada pela Polícia Federal no apartamento do coronel. O papel com a mensagem estava rasgado.

À Folha, a assessoria do presidente Michel Temer não respondeu por que o coronel João Baptista Lima Filho cuidou de pagamentos da reforma da casa de Maristela Temer. O coronel Lima também não quis se pronunciar.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.