Coronel Edson deixa DGAP e substituto ainda será definido por secretário e governador

Ainda sem nome para ocupar o cargo, diretor adjunto assume interinamente

Coronel Edson Costa. Foto: Divulgação

O coronel Edson Costa anunciou, nesta quinta-feira, 3, que deixa a Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP). O secretário de Segurança Pública Rodney Miranda disse que o substituto ainda será definido por ele, junto ao governador Ronaldo Caiado (DEM).

Rodney ainda explicou que, enquanto essa definição não é feita, quem assume o lugar de Edson é o diretor-geral adjunto, Tenente Coronel Agnaldo Augusto, que não foi exonerado.

Em carta, o ex-diretor diz que deixa o cargo com o sentimento de dever cumprido. “Conseguimos, em tão pouco tempo, resultados expressivos para o sistema prisional”, afirmou. Ele estava à frente da DGAP desde o dia 4 de janeiro de 2018, quando prometia reestruturação.

“Entre outros, a estrutura já pode contar com a padronização dos procedimentos operacionais, o que vai facilitar sobremaneira a consolidação do setor em Goiás. Administrativamente, também foi possível dar um norte com a total regulamentação do sistema prisional”, citou entre as medidas tomadas em sua gestão.

Além disso, ele aproveitou para despender agradecimentos aos poderes, colegas e à imprensa. Edson finalizou o texto celebrando seus feitos como diretor. “Tenho a plena convicção de que o sistema prisional goiano avançou no decorrer do ano e continuará seu ciclo de conquistas e avanços”, disse.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.