Promotor Fabrício Roriz Hipólito, da 2ª Promotoria de Justiça de Pires do Rio, pediu providências após relatos de que os parentes que tiveram contato com a vítima seguem circulando pela cidade

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) recomendou à prefeitura e à Secretaria Municipal de Saúde de Pires do Rio que tomem providências para que os familiares de um cidadão que faleceu vítima da Covid-19 fiquem em quarentena por 14 dias.

O município registrou o primeiro óbito na quarta-feira, 8, e chegou ao conhecimento da promotoria que parentes que tiveram contato com a vítima seguem circulando pela cidade.

As recomendações são para que a prefeitura e a Secretaria de Saúde acionem a Vigilância Sanitária com o objetivo de notificar os familiares da vítima acerca da necessidade de realização de isolamento social, bem como proceder com busca ativa de todos aqueles que tiveram contato com o paciente para que cumpram a quarentena de 14 dias.

O MP-GO recomenda, ainda, que monitorem, por meio das equipes de saúde nos locais de residência dos isolados, o quadro clínico das pessoas em isolamento e façam o encaminhamento para rede especializada, caso necessário.