Coronavírus já infectou mais de 90 mil pessoas em cerca de 70 países e territórios

 Das pessoas infectadas, cerca de 48 mil se recuperaram, segundo autoridades de saúde de vários países. Brasil tem 488 casos suspeitos 

Foto: Reprodução | REUTERS/Dinuka Liyanawatte

A China notificou, nas últimas 24 horas, mais 38 mortes devido ao surto do novo coronavírus (Covid-19). No período, o total de mortes passou para 2.981 e foram detectados 119 novos casos da infecção. Segundo a Comissão Nacional de Saúde do país, até a meia-noite de quarta-feira, o número de infectados na China continental, que exclui Macau e Hong Kong, subiu para 80.270.

Com exceção de uma, todas as mortes foram notificadas na província de Hubei, onde o surto começou, no fim do ano passado. Várias cidades da província estão sob quarentena, com entradas e saídas bloqueadas, desde janeiro passado.

O surto de Covid-19, que pode causar infecções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.100 mortes e infectou mais de 90 mil pessoas em cerca de 70 países e territórios. Das pessoas infectadas, cerca de 48 mil se recuperaram, segundo autoridades de saúde de vários países.

Além das mortes na China, onde o surto foi detectado em dezembro, há registro de mortes no Irã, na Itália, Coreia do Sul, no Japão, na França, em Hong Kong, Taiwan, na Austrália, Tailândia, nos Estados Unidos, em San Marino e nas Filipinas.

Brasil

Nesta terça-feira, 3, o subsecretário de Vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira, anunciou que o Brasil tem 488 casos suspeitos do novo coronavírus registrados. Também disse que 240 casos foram descartados.

Até o momento, o Brasil confirmou dois casos do novo coronavírus. Os pacientes moram em São Paulo e contraíram a doença durante visita recente à Itália.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como emergência de saúde pública internacional de risco “muito elevado”. (Com informações da Agência Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.