Convenção deve confirmar mudança de nome do PMDB, que voltará a se chamar MDB

Expectativa do presidente Romero Jucá é de que decisão seja deliberada na próxima terça-feira (19), na convenção nacional do partido

Convenção nacional do PMDB em março de 2016 | Foto: Divulgação

O presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (RR), disse nesta segunda-feira (18/12) que colocará em apreciação a mudança de nome do partido. A intenção é de que a sigla volte a ser MDB (Movimento Democrático Brasileiro), nome adotado entre os anos de 1966 a 1979, durante a ditadura militar, quando fazia oposição à Aliança Renovadora Nacional (Arena).

“Amanhã (19), na convenção, vamos tomar duas decisões. A primeira é a de trazer de volta o nome MDB”, disse o presidente da legenda. “[Essa mudança tinha sido feita] porque o governo militar quis descaracterizar os partidos. Foi aí que viramos PMDB”, lembrou Jucá.

De olho em 2018, a ideia dos líderes peemedebistas é suavizar a imagem do partido, em um momento em que a classe política em geral enfrenta grande rejeição da população. “No momento atual, onde existe ação estigmatizada de partidos políticos, discutimos com os estados e viu-se a concordância de voltarmos para [o nome] MDB, porque movimento é uma palavra dinâmica. Voltando à palavra movimento, venderemos uma imagem de força política maior ainda”, defendeu Jucá.

Na próxima terça-feira (19/12) o partido realiza sua convenção nacional, no Auditório Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília. Também estão na pauta de deliberações a adequação do estatuto partidário à legislação eleitoral, início do processo de discussão do programa partidário e a adoção ou não de nova política de de integridade, governança e compliance no partido.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.