Contra cerol e linha chilena, Aparecida lança campanha ‘A Vida por um Fio’

Em sua 4ª edição, ação serve para prevenir, em especial nesse período de férias escolares, riscos à população

Foto: Claudivino Antunes

Aparecida lança, nesta semana, a 4ª edição da campanha educativa ‘A Vida por um Fio’, que aborda o combate ao uso do cerol e linha chilena na cidade. O projeto é organizado pela Secretaria de Defesa Social de Aparecida, por meio da Guarda Civil Municipal (GCM). O lançamento oficial ocorre no Centro Olímpico (Rua 8, Setor Conde dos Arcos), às 10h30 de sábado, 6.

Vale destacar que a Lei 3.393/2017 proíbe que se empine pipas e similares que façam uso de materiais cortantes. Desta forma a pasta organizadora, que tem apoio da secretaria de Esporte e Educação, atua no sentido de evitar acidentes e mortes.

Para Roberto Cândido, secretário de Defesa Social, a ação serve para prevenir, em especial nesse período de férias escolares, riscos à população. Ele reforça, ainda, que os GCMs já têm atuado no dia a dia para orientar sobre os perigos do uso de cerol ou linha chilena.

“Mas nesta época os trabalhos são ampliados com a campanha para evitar acidentes e até mesmo mortes em decorrência da brincadeira irregular”, afirmou.

Números

Dados da campanha passada, em 2018, conforme o comando da GCM, evidenciam a apreensão de 980 pipas, 1.100 carretéis de linhas chilenas e/ou com cerol e outros materiais cortantes como pedaços de lâminas de barbear.

De acordo com o comandante da GCM, Weber Júnior, foram registrados somente três acidentes naquele período. “E todos sem gravidade, envolvendo motociclistas. Nosso intuito neste ano é não ter nenhum incidente”.

Conforme a legislação municipal, que veda o uso de “linha cortante, cerol ou vidro moído” no comércio formal e informal, aquele que for tipificado na prática, além de ter o produto apreendido e encaminhado à autoridade policial, deverá pagar multa de R$ 3 mil para cada infração cometida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.