Consuni/UFG decide pela manutenção da demissão de professor denunciado por estupro, em 2017

Exoneração ocorreu no ano passado, mas homem tentava recurso junto ao Consuni, que manteve a decisão nesta sexta, 23

O Conselho Universitário da Universidade Federal de Goiás (Consuni/UFG) decidiu, quase por unanimidade (tiveram duas abstenções), contra o recurso do professor Rogério Elias Rabelo do curso de medicina veterinária, demitido em 12 de julho de 2018, denunciado por estupro por uma aluna em maio de 2017.

Em janeiro de 2018, o docente havia sido afastado de suas atividades e, nesta sexta, 23, foi tomada a decisão de sua exoneração em definitivo, contra um recurso por ele apresentado.

Este caso veia à tona quando a professora Cláudia Graz, que leciona na regional de Jataí da Universidade Federal de Goiás (UFG), disse em relato que uma estudante de veterinária afirmou ter sido estuprada por um professor do curso da mesma unidade, em um apartamento de Goiânia, onde os dois estavam hospedados para participar de um congresso em dezembro de 2016.

Leia nota da UFG na íntegra:

A UFG reforça que o Conselho Universitário, órgão máximo da instituição,  estabeleceu por meio da resolução nº 12/2017 definições para os diferentes tipos de assédio e as situações que os caracterizam. O documento também orienta sobre os procedimentos a serem adotados por quem sofrer algum tipo de assédio e os meios disponibilizados pela UFG para a formalização de denúncias. Outro procedimento previsto na resolução e que já vem sendo adotado pela gestão da Universidade é o encaminhamento imediato das denúncias desta natureza ao gabinete do reitor para abertura de sindicância ou processo administrativo disciplinar.

Importante destacar que a universidade recebe por meio da Ouvidoria demandas relacionadas a denúncias, elogios, reclamações, sugestões e informações, no âmbito da UFG. Por se tratar de um mecanismo de participação social, a Ouvidoria busca favorecer o exercício da cidadania, além de estimular o fortalecimento das relações interpessoais na mediação de conflitos, a transparência da gestão universitária e sua integração com a sociedade. O contato com a Ouvidoria da UFG pode ser feito via e-mail ([email protected]); pelo telefone (62) 3521-1149.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.