Consulta delivery: Aplicativo que traz médico em casa deve chegar a Goiânia

App já funciona em São Paulo, Curitiba e Belo Horizonte e promete humanizar o atendimento médico

Docway - divulgacao

Além de Goiânia, Docway deve chegar em Porto Alegre, Florianópolis, Salvador em 2016 | Foto: divulgação

O aplicativo Docway trouxe de volta um dos conceitos mais antigos da medicina humanizada, que é o atendimento médico na casa do paciente. O dispositivo lançado no segundo semestre de 2015, que já funciona em Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte, pode chegar em Goiânia e outras três capitais ainda este ano.

Em vez de ir ao consultório, basta que o paciente baixe o aplicativo, faça o cadastro e escolha a especialidade do profissional, que vai fazer o atendimento no local solicitado. Nas cidades em que o aplicativo já é utilizado, mães com filhos pequenos, idosos, pessoas que necessitam de cuidados especiais ou que possuem dificuldades de locomoção são os que mais se beneficiam com o serviço.

Além de Goiânia, Docway deve chegar em Porto Alegre, Florianópolis, Salvador em 2016.

No Docway, que roda nos sistemas Android e IOS, há um banco de dados médicos disponíveis. Ao escolher a especialidade, o usuário pode solicitar a consulta seja para aquele exato momento ou com o dia e hora marcada. As consultas têm preço fixo: R$ 200,00 (de segunda a sexta, em horário comercial) e R$ 300,00 (finais de semana, feriados e dias normais após às 18h).

“No próprio aplicativo, o paciente é informado sobre o preço da consulta que é compatível com o valor de uma consulta de rotina particular. Se ele possuir plano de saúde, o valor pode ser devolvido integralmente ou parcialmente pela operadora de saúde – conforme contrato firmado com o plano – ou escolher pela dedução do Imposto de Renda”, explica Fábio Tiepolo, CEO e Fundador do Docway.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.