Além da capital de Goiás, há investigações de carteis em outras seis cidades no país pelo órgão do Governo Federal

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) confirmou, nesta segunda-feira (16/1), que investiga indícios de formação de cartel no setor de revenda de combustíveis em Goiânia. Desde 2008, informou o órgão, há um processo que analisa a existência ou não da prática na capital goiana.

Em novembro de 2008, a extinta Secretaria de Direito Econômico (SDE) do Ministério da Justiça — pasta à qual a autarquia é vinculada — recebeu uma representação da Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados solicitando a abertura de um Procedimento Administrativo para investigar a prática continuada de alinhamento de preços no setor de revenda de combustíveis em Goiânia.

Depois, com uma denúncia do Ministério Público de Goiás (MPGO) à 10ª Vara Criminal de Goiânia contra empresários por conduta de cartel, a SDE/MJ solicitou os documentos entregues pelo MP. As provas foram entregues ao Cade no último dia 15 de abril e, desde então, estão sendo analisadas.

Além de Goiânia, o Cade também investiga a formação de cartéis em Belo Horizonte, Natal, São Luís, João Pessoa, Brasília e Joinville.