Movimentos negros, sindicais e estudantis se reunirão, neste sábado (20), a partir das 9h, na Praça Universitária

Jovens se reunião na Praça Universitária no Dia da Consciência Negra. | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Movimentos negros, sindicais e estudantis se reunirão, nesta sexta-feira (20), a partir das 9h, na Praça Universitária, em Goiânia para um manifesto, que marcará o dia da Consciência Negra. O objetivo é chamar a atenção da sociedade para a importância da defesa da igualdade racial, da vida e da democracia.

A mobilização é feita pelas redes sociais e alerta para o desemprego, a carestia e a fome, que afeta, principalmente, a população negra.

Os manifestantes também se posicionarão contra o presidente Jair Bolsonaro. As entidades pedem o impeachment do chefe do executivo.

Segundo informações dos grupos, duas cidades em Goiás confirmaram adesão à manifestação, Formosa e Rio Verde.

Em Formosa, a reunião será na Praça Rui Barbosa, às 16h. Na cidade do sudoeste goiano, será, às 15h30, na Praça Vila Promissão.

O dia 20 de novembro é atribuído à Consciência Negra em 2011. A data marca a morte de Zumbi dos Palmares, um dos maiores lutadores contra a escravidão.