Conheça ferramenta que ajuda eleitor a buscar candidatos que defendem os direitos humanos

Internauta indica quais os temas acha relevante e a plataforma mostrará uma lista de candidatos e candidatas com mais afinidade para essa causa

Foto: reprodução

Criada pela ONG MeRepresenta, uma ferramenta de afinidade eleitoral foi lançada na internet para ajudar eleitores identificarem políticos que aderem práticas ligadas aos direitos humanos. Disponível no site merepresenta.org.br/eleitora a plataforma mostra o que candidatos a cargos públicos opinam sobre nove temas:

Gênero Raça LGBTs
Povos tradicionais & Meio Ambiente Trabalho, Saúde e Educação Segurança e Direitos Humanos
Corrupção Drogas Migrantes

Para usar ferramenta basta entrar no site, clicar entre os assuntos acima e esperar o resultado com os nomes de candidaturas que defendem essas bandeiras. Além disso, é possível filtrar o resultado por Estado e por partido político.

O objetivo, segundo o site, é a importância de eleitores saberem se seus ocupantes na legislação e no executivo formulam, aprovam ou rejeitam leis que impactam diretamente as questões sobre o preconceito, a igualdade de oportunidades, a violência e as ações do governo em prol de melhorias na educação, saúde e economia.

“Apesar de os presidenciáveis serem o foco dos debates eleitorais, as candidaturas de deputados estaduais, federais e senadores merecem tanta ou maior atenção por parte da sociedade”, lembra Ana Carolina Lourenço, cientista social e uma das articuladoras da plataforma.

“Só um candidato ou candidata que vive a experiência da exclusão, da escassez de recursos, do racismo e outras mazelas das desigualdades no Brasil conseguirá propor bons projetos para esses problemas. Por isso, precisamos eleger quem, de fato, nos representa na política”, sentencia Ana.

De acordo com a cientista, a plataforma enviou 28 mil emails a todos os candidatos e candidatas a cargos legislativos, com um questionário de 22 perguntas abordando aqueles nove temas relevantes. As respostas recebidas pela plataforma foram cadastradas a fim de possibilitar ao algoritmo do site realizar o chamado “match” entre as escolhas informadas pelo eleitor e as candidaturas que priorizam os mesmos assuntos.

Também foi levado em conta o comprometimento dos partidos com essas pautas. Nesse caso, foi feito um estudo analisando, nos últimos 4 anos, a atuação de todos os partidos com representação no Congresso Nacional ao lidar com os direitos humanos. Cada coligação, portanto, recebeu uma pontuação para cada tema da plataforma.

O site se mantém ativo por meio de apoio voluntário de cerca de mil pessoas físicas e jurídicas, entre elas a empresa de sorvetes Ben&Jerry – conhecida internacionalmente por sua trajetória ativista em pautas socioambientais.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.