Confusão no Judiciário faz detento ser solto por engano em Aparecida

Preso responde por dois crimes cometidos em diferentes cidades, em um dos casos ele obteve alvará de soltura e em outro não. Entenda

Depois de uma confusão entre poderes Judiciários, um detento foi solto por engano da Casa de Prisão provisória, de Aparecida de Goiânia na última terça-feira (18). A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), que só percebeu o ocorrido nessa última sexta-feira (21), descobriu que o preso tinha dois mandados.

Consta que o detento Lucimar da Silva Ribeiro responde por dois crimes. Um dos atos cometido em Anápolis e outro em Montes Claros. A justiça de Anápolis havia emitido um alvará de soltura, este que foi cumprido, porém o preso ainda tinha o mandado a ser cumprido pelo crime em Montes Claros.

Agora, o detento esta sendo procurado novamente pela DGAP , que confirmou a soltura irregular à imprensa, mas informou que abrirá sindicância para apurar irregularidades nesta soltura.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.