Conflito entre garimpeiros e indígenas deixa cinco feridos em Roraima

Informação do vice-presidente da associação Yanomami é que sete embarcações atracaram em território indígena e iniciaram os ataques

A aldeia de um grupo de indígenas isolados no território Yanomami.
© Guilherme Gnipper Trevisan/FUNAI/Hutukara

Ao menos cinco pessoas ficaram feridas durante confronto entre garimpeiros e povos indígenas, na comunidade Palimiu, em Roraima. Os ataques tiveram início por volta de 11h30 da manhã desta segunda-feira, 10, quando sete embarcações de garimpeiros atracaram na comunidade, onde fica o território Yanomami. O vice-presidente da Hutukara Associação Yanomami, Dario Kopenawa Yanomami confirmou as informações ao jornal O Globo.

A troca de tiros durou cerca de 30 minutos e deixou quatro garimpeiros baleados e um dos indígenas ferido com um tiro de raspão. Após deixarem o território, os invasores ameaçaram retornar ao local por vingança, segundo Dario. A entidade pede que o Exército, Polícia Federal, Funai e Ministério Público de Roraima atuem com urgência para impedir o ciclo de violência e “garantir a segurança para a comunidade Yanomami de Palimiu”.

Em 2020, o garimpo ilegal destruiu 30% do território Yanomami, o equivalente a 500 hectares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.