Confira como foi a agenda dos candidatos a presidente neste sábado (13)

Bolsonaro mantém campanha na internet e Haddad visitou conjunto habitacional em São Paulo

Fotos: Reprodução/Facebook

Os presidenciáveis Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) realizaram ações de campanha neste sábado (13/10). O candidato do PSL afirmou nas redes sociais que quer fazer transformação cultural no país. O petista, em visita a Conjunto Habitacional (Cohab) de São Paulo, prometeu voltar com o programa Minha Casa Minha Vida e construir 500 mil casas por ano.

Haddad visitou o Promorar Raposo Tavares, na zona oeste paulistana. Além de mais investimento no programa de financiamento de imóveis, o candidato também disse que pretende destinar áreas da União das grandes cidades para a construção das casas.

O candidato afirmou que uma das críticas que o programa recebia era a distância dos locais onde eram construídas as casas dos grandes centros, aonde a população vai rotineiramente para trabalhar.

Ele também prometeu priorizar os coletivos culturais de periferia caso vença. “A periferia é a que mais produz cultura e nem sempre recebe apoio público, então, uma parte do orçamento voltado para produção cultural vai ser destinado para coletivos de periferia, inclusive parte da Lei Rouanet”, declarou.

Haddad também fez autocrítica ao Partido dos Trabalhadores e disse que faltou controle dos órgãos federais. Ele ainda garantiu que vai reforçar mecanismos de controle interno em órgãos públicos e estatais.

Já Bolsonaro manteve sua campanha nas redes sociais, onde afirmou que irá promover uma transformação cultural no país, “onde a impunidade, a corrupção e o crime não serão maios associados à nossa identidade nacional”. Segundo ele, essa transformação será pautada na lei e na constituição, por meio de uma independência do judiciário.

Em vídeo gravado na noite de sexta-feira (12/10) questionou, mais uma vez, a eficiência da urna eletrônica, pediu que seus eleitores se mobilizassem por sua fiscalização e disse que, se eleito, vai tomar medidas que garantam mais confiança no equipamento.

No Rio de Janeiro, ele gravou programa eleitoral e afirmou que não está apoiando nenhum dos candidatos a governo do estado neste segundo turno. Em relação a São Paulo, ele negou que tenha desmarcado encontro com João Dória (PSDB), desejou sorte ao candidato ao governo de São Paulo e disse acreditar que o adversário, Márcio França (PSB) “tem apoio velado do PT”.(Com informações da Agência Brasil)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.