Confira a movimentação dos pré-candidatos ao Senado por Goiás

Com viagens, discursos nas redes socais e busca pelo apoio de lideranças, senadoráveis vem reforçando seus nomes para a disputa

João Campos (Republicanos)

João Campos (Republicanos) vem mantendo silêncio sobre os rumos políticos que pretende tomar. Rumores apontam que o presidente da sigla deve decidir por ser primeiro suplente do presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira, ao Senado. Nos bastidores, as conversas sugerem que ele deve fechar com o pré-candidato ao governo de Goiás, Gustavo Mendanha (Patriota), para compor a majoritária. O anúncio deve ser feito na próxima semana.

Lissauer Vieira (PSD)

O presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Lissauer Vieira (PSD), é um nome competitivo para disputar a vaga no Senado na base governista. Para superar os adversários, o presidente da Alego tem trabalhado para agrupar lideranças, políticos e representantes do agronegócio em torno do próprio nome. Em últimas, entrevistas o político tem defendido “novas ideias, novas práticas e novas pessoas”, além de “política do bem” e “ficha limpa”.

 Ao lado de Caiado, o líder do governo na Alego também tem feito visitas ao interior do estado. Em Morrinhos, ele participou da  “47ª ExpoMorrinhos”, que é uma das maiores exposições agropecuárias do estado, reforçando seu trabalho com o setor.

Marconi Perillo

Na pesquisa eleitoral para o Senado do Instituto RealTime Big Data divulgada em maio, Marconi Perillo (PSDB) ficou com 27% das intenções, enquanto o segundo colocado tem apenas 9%. Apesar dos bons resultados, o tucano ainda não decidiu se irá ser candidato no cargo ou não.

Zacharias Calil

Com pré-candidatura agendada para ser lançada em 23 de junho, o deputado federal Zacharias Calil (União) pretende trabalhar com o apoio do Conselho Federal de Medicina. O ubista, que deixa a corrida de governistas por uma vaga na chapa do governador Ronaldo Caiado (UB) ainda mais complexa, disse que pretende começar a trabalhar o seu nome para o Senado e aguardar a decisão do governador.

Delegado Waldir (União Brasil)

O deputado federal Delegado Waldir Soares (União Brasil) insiste na sua pré-candidatura e descartou possibilidade de recuar, mesmo que a corrida por um nome na base de Caiado esteja disputada. Conforme o parlamentar, as pesquisas eleitorais favorecem o nome dele. 

Wilder Morais (PL)

Oex-senador e empresário Wilder Morais, que afirmou recentemente que retornou à vida pública por um convite pessoal e direto do próprio presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), tem reforçado encontros com lideranças e grupos políticos a fim de se fortalecer.

Na quinta-feira (9), ele publicou que esteve com lideranças de diversos municípios goianos que o apoiam. Além disso, ele participou, no mesmo dia, de uma feira de armas e aproveitou para defender o armamentismo. “Uma honra participar de um evento tão importante, a liberdade do cidadão de bem poder comprar sua arma de fogo legalizada é um avanço muito importante para nosso país. Na oportunidade testei a mira, e vou confessar para vocês, estou bom no alvo”, escreveu nas redes sociais.

Alexandre Baldy (PP)

Nos últimos dias, Baldy tem feito trabalhos no Entorno do Distrito Federal, região visada por políticos devido ao potencial de eleitores. O pepista passou por Mimoso de Goiás, Valparaíso, Alexânia, Luziânia e Formosa.

Leonardo Rizzo (Novo)

O empresário Leonardo Rizzo (Novo), que escolheu a Cidade de Goiás, onde nasceu, para se lançar no último dia 3 , tem feito excursões no sudoeste goiano nos últimos dias. Passando por cidades como Jataí, Caçu, Mineiros e Quirinópolis, Rizzo defendeu economia popular, comércio e microempreendedorismo local.

Rizzo é considerado um dos ‘outsiders’ na política goiana, com foco em temas relacionados à cultura e patrimônio histórico de Goiás, meio ambiente, esporte e inclusão social.

Luiz do Carmo (PSC)

Senador Luiz do Carmo (PSC) vai oficializar a pré-candidatura à reeleição ao Senado no próximo sábado, 11, em Porangatu, no norte do Estado. Com isso, ele concretiza o nome de senatoriáveis na chapa do governador Ronaldo Caiado (UB). Segundo o senador, eventos de lançamento da pré-campanha também estão agendados para ocorrer em outros municípios. 

Denise Carvalho (PCdoB)

Pela esquerda, a ex-vereadora e ex-deputada Denise Carvalho (PCdoB) articula a ascensão do seu nome na corrida pela cadeira do Senado.  Atualmente, a pré-candidata ela tem focado no ativismo dos movimentos de mulheres, ambientalistas e por cultura de paz no Brasil.

Manu Jacob (PSOL)

Hemanuelle Di Lara Siqueira Jacob, mais conhecida como Manu Jacob, é a pré-candidata ao Senado Federal pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). No últimos dias, ela tem reforçado pautas da esquerda, como a luta desarmamentista. Além disso, sendo a única mulher na disputa por este cargo, Manu tem defendido a participação da mulher na política partidária.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.