Confiança do consumidor sobe e atinge maior nível desde dezembro de 2014

Para Fundação Getúlio Vargas, alta foi influenciada pelos “aumentos da confiança no presente e do otimismo em relação ao futuro”

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 3,5 pontos em março. O indicador atingiu 85,3 pontos, em uma escala de zero a 200, o maior nível desde dezembro de 2014 (86,4).

A alta, segundo a fundação, foi influenciada pelos aumentos da confiança no presente e do otimismo em relação ao futuro. O Índice de Expectativas, que avalia as opiniões dos consumidores em relação aos próximos meses, avançou 5,1 pontos e alcançou 95,7 pontos, o maior patamar desde fevereiro de 2014 (100,7).

Já o Índice da Situação Atual, que mede a confiança dos consumidores, subiu 1,2 e atingiu 71,5 pontos, o maior nível desde agosto de 2015 (71,8).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.