Condenado, TSE negou diplomação de prefeito que presenteou netos com carros de luxo

Adair Henriques assumiu atual mandato após decisão favorável do STF. Ele viralizou na internet depois de gastar cerca de R$ 3 milhões em carros para os netos

Adair segue com bens bloqueados por condenação no TJGO | Foto: Instagram

O prefeito de Bom Jesus de Goiás, Adair Henriques da Silva (DEM), que viralizou na internet presenteando os 15 netos com carros de luxo, cujo valor unitário varia entre R$ 151.990 e R$ 232.990, teve o diploma negado pela Justiça Superior Eleitoral (TSE), no ano passado. O motivo alegado pelo Ministério Público de Goiás (MPGO), autor da denúncia, era que o político havia sido condenado por improbidade administrativa, em 2009.

Adair foi condenado por delitos contra o patrimônio público, quando administrou Bom Jesus de Goiás. De acordo com o MPGO, o prefeito deixou de recolher para o atual Bom Jesus Prev (Instituto de Previdência Municipal) mais de R$ 6 milhões, no período de 2001 e 2004. Com a decisão da corte eleitoral, Henriques se tornou o primeiro prefeito eleito no país a ter o diploma negado. O democrata conquistou 50,26% dos votos válidos.

Em relação ao caso, o Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) condenou Adair a repor os prejuízos ao município de Bom Jesus de Goiás. Por enquanto, todos os recursos interpostos pela defesa do prefeito foram negados. No entanto, a condenação ainda não transitou em julgado. “Esse é um processo bem antigo, de vários anos, como ele ainda não transitou em julgado essa discussão, a gente ainda está questionando. Houve um bloqueio lá atrás, a respeito disso, nessa execução provisória, e não houve reversão. Então existem bens penhorados neste momento para poder garantir essa execução”, esclareceu ao Jornal Opção o advogado do prefeito, Dyogo Crosara.

Outras investigações

Segundo o MPGO, Adair ainda responde a mais duas ações de liquidação de sentença. Uma delas apura a ocupação ilegal de lote urbano do Estado de Goiás. O órgão investiga também suspeitas de danos ao município pela doação, considerada ilegal, de 46 lotes urbanos. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu os efeitos dessa condenação até o julgamento.

A diplomação de Adair foi determinada pelo ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF). Os advogados dele, Dyogo Crosara e Luciana Lóssio, argumentaram que a inelegibilidade do cliente teria chegado ao fim em 2017 e, por isso, poderia assumir a prefeitura de Bom Jesus de Goiás.

No último pleito, Henrique declarou ao TSE um patrimônio de R$ 24,9 milhões. O que o colocou entre os 12 candidatos a prefeito mais ricos. Dentre os patrimônios declarados estão: apartamento em Goiânia; fazendo em Bom Jesus de Goiás e em Mato Grosso; e pouco mais de mil ações de uma empresa.

Adair presenteou cada um dos 15 netos, com o mesmo modelo e cor de carro, um Jeep Compass, no último domingo 06. Uma das netas gravou o momento da entrega e postou nas redes sociais, viralizando rapidamente.

O Jornal Opção tentou contato com o prefeito, mas até o fechamento desta matéria, ele não havia se manifestado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.