Comurg deve definir critérios para demissão em massa na próxima segunda-feira (19)

Ainda não é certo o número de 750 servidores que devem ser dispensados

A diretoria da Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) deve definir os critérios para a demissão em massa de funcionários na próxima segunda-feira (19/3) em reunião com representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT) . Na última quarta-feira (14/3), a empresa anunciou que cerca 750 funcionários aposentados que continuam prestando serviços devem ser demitidos, mas o número ainda é uma estimativa.

O Jornal Opção tentou contato com o presidente Denes Pereira, mas não foi possível até o fechamento da matéria. A informação da reunião foi confirmada por meio de assessoria de imprensa da Comurg, que informou que o presidente deve se posicionar sobre o assunto apenas na semana que vem.

Procurado, o MPT confirmou que uma audiência  entre representantes da empresa e do órgão está marcada para segunda-feira (19) às 8 horas, mas informou apenas que a pauta do encontro seria a “continuidade dos trabalhos”.

Segundo nota divulgada pela companhia esta semana, as demissões são parte de um plano de reestruturação para que a empresa se adeque à realidade financeira do município, “evitando, assim, sua liquidação”.

Deixe um comentário