O grupo de 17 voluntários enviados ao Rio Grande do Sul entregou 40 toneladas de doações arrecadadas pela Prefeitura de Goiânia às vítimas afetadas pelas enchentes no município de Canoas e região. O relato dos sobreviventes que perderam casas e pertences devido à catástrofe climática emocionaram a comitiva na Central de Distribuição de Canoas.

Leia também

Vídeo: após retorno de bombeiros, Goiás envia segunda equipe para RS

Campanha Esporte Solidário vai arrecadar doações para o Rio Grande do Sul

O estado tem recebido doações de água, alimentos, colchões e outros itens essenciais de todo o país. A ação é fundamental para auxiliar as vítimas que se encontram em abrigos improvisados como a voluntária Claudineia, de 39 anos.

“Minha casa está alagada neste momento. E vendo a situação de todos, resolvi ficar e ajudar. A gente consegue não pensar muito na situação da gente diante da situação dos outros”, diz a moradora que está abrigada em uma casa com 25 pessoas. 

Durante o trabalho para ajudar a população vulnerável, os voluntários também têm contato com histórias de perda e superação. Para o casal Luiz Fernando Kuchner, de 61 anos, e Adriana Rangel, de 53 anos, o sentimento é de gratidão. “Só temos a agradecer ao povo goianiense, vocês estão guardados em nossos corações”, disseram.

A senhora Geni Moraes Barbosa, de 59 anos, aguardava ansiosa na fila para receber doações quando o primeiro caminhão da Prefeitura de Goiânia começou a ser descarregado. “Tenho três netas  e perdi tudo, minha casa ficou até o teto de água. Agora estou em uma casa abrigo com 18 pessoas. Vim aqui pegar colchão, comida e roupa. Perdemos tudo, mas ninguém ficou para trás, resgatamos o pingo e a amarelinha”, disse sobre os animais de estimação. 

O secretário municipal da Diversidade, Márcio Ávila Paim Centeno, explicou o funcionamento da Central de Distribuição de Canoas. “Tudo que chega embalado para as pessoas vem direto para cá e aquilo que não é embalado temos que montar as cestas básicas. Diariamente, mais de 10 mil pessoas chegam aqui em busca de doações, das 8h da manhã às 22h”, explicou.

Doações

A Prefeitura de Goiânia continua arrecadando donativos para serem enviados ao Rio Grande do Sul nos pontos de coleta disponíveis no Paço Municipal, em bases da Guarda Civil Metropolitana, no Parque Mutirama e no Zoológico da capital.  As equipes solicitam, preferencialmente, a oferta de colchões, colchonetes, enxovais e agasalhos novos ou em boas condições de uso.

Guardas civis com cão resgatado | Foto: divulgação/Prefeitura de Goiânia