Comissão será criada para pacificar polêmicas de decreto sobre aplicativos de transporte de passageiro

Vereadora Sabrina Garcez afirma que grupo envolverá membros da prefeitura, Câmara e representantes dos motoristas e usuários

Sabrina Garcez | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O decreto da prefeitura de Goiânia que regulamentava os serviços de transporte de passageiros por aplicativo que, dentre outras coisas, causou polêmica por exigir idade mínima de oito anos dos veículos, identificação nas placas, exigências de cursos e cerceamento de automóveis de outras cidades, deve deixar de viger pelos próximos 30 dias. Conforme Sabrina Garcêz, será criada uma comissão para discutir os termos para um novo decreto, nesse período.

“Pacificando o que está causando mais polêmica, a prefeitura vai reeditar o decreto e depois entrará um projeto de Lei na Câmara, quando iremos retomar a discussão. Aí teremos um decreto em vigência enquanto o projeto tramita”, elucidou a parlamentar.

Composição

Para a futura comissão, Sabrina solicitou que, além de membros da prefeitura, seja envolvida a Câmara e representantes dos motoristas e usuários. “A prefeitura sinalizou positivo e acredito que, a partir dessa construção em várias mãos, vamos regulamentar da melhor forma”.

Na ocasião, a vereadora lembrou que Aparecida já regulamentou os serviços de apps de transporte na cidade e afirmou que o prefeito Gustavo Mendanha (MDB) tem dado um show de administração. “Infelizmente nossa prefeitura está muito travada, mas acredito que vamos conseguir pacificar essa questão”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.