Comissão do Impeachment aprova relatório de Anastasia

Senador recomendou o prosseguimento do processo contra a presidente no Senado. Foram 15 votos a favor e cinco contra 

Foto: Reprodução Facebook Álvaro Dias

Governo só conseguiu cinco votos na Comissão | Foto: Reprodução Facebook Alvaro Dias

A Comissão do Impeachment do Senado Federal aprovou, nesta sexta-feira (6/5), o relatório de Antonio Anastasia (PSDB-MG), que se manifestou favorável ao prosseguimento do processo de impeachment na Casa. Eram necessários 11 votos para que o processo passasse na Comissão. Os oposicionistas conseguiram 15 votos, contra 5 dos governistas.

Agora, o relatório segue para leitura e votação em plenário. Caso a maioria simples dos senadores vote favorável à implantação do impeachment, o julgamento será imediatamente instalado e Dilma é afastada do cargo por até 180 dias. Segundo o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a leitura será na próxima segunda-feira (9) e, 48 horas depois, na quarta-feira (11) o relatório vai para o plenário.

No Senado, embora a sessão tenha durado três horas, o processo foi bem mais rápido que na Câmara dos Deputados. De um lado, os senadores favoráveis ao impeachment argumentaram que há indícios fortes de que a presidente cometeu crime de responsabilidade e que o processo está seguindo rigorosamente os procedimentos jurídicos.

Pelo outro, os governistas acusaram os oposicionistas de estarem promovendo um golpe, alegando que Dilma não cometeu crime. Outro ponto levantado pelos senadores petistas é que o processo não seria legítimo, por ter sido aceito pelo recém-afastado presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que agiu, segundo eles, por vingança.

Deixe um comentário