Comissão de Finanças aprova empréstimos de R$ 780 milhões da Prefeitura de Goiânia

Kitão foi o único membro a votar contra a aprovação. Ele solicitou pedido de vistas, negado pelos demais membros da Comissão

Foto: Reprodução

Após aprovação no plenário da Câmara Municipal de Goiânia, o projeto da Prefeitura de Goiânia para contratação de empréstimo de R$ 780 milhões junto à Caixa Econômica Federal foi aprovado também na Comissão de Finanças da Casa.

Em reunião realizada nesta sexta-feira, 14, o vereador Lucas Kitão (PSL), membro da Comissão, reforçou suas preocupações em relação à contratação do empréstimo, que será parcelado em 120 meses, “ou seja, as próximas gestões deverão pagar em até 10 anos”.

“Não tenho interesse em atrapalhar a gestão, vocês sabem que apoio projetos de renegociação de dívidas, entre outros. Mas tenho medo de dar um cheque em branco e não me sinto seguro em votar um projeto desse, porque vai deixar mais de R$ 1 bilhão de dívida. São 24 meses de carência, ou seja, o prefeito Iris Rezende não pagará nada, e será parcelado em 10 anos”, disse.

Em seguida, Kitão solicitou um pedido de vistas do projeto. “São milhões de reais que poderiam ser investidos na saúde, educação e assistência social, por exemplo”. Apesar de concordarem com as pontuações feitas por Kitão, o presidente da Comissão de Finanças, Clécio Alves, vereadores Zander Fábio, Álvaro da Universo, Anselmo Pereira e Cabo Senna votaram contra o pedido de vistas, com o argumento de que o projeto exige celeridade para iniciar as obras necessárias para a capital.

“O projeto não tem dados técnicos sobre a viabilidade da operação e os custos totais para o município. Inclusive, fiz um pedido em plenário na primeira votação de diligência para o Banco Central, que também foi negado pela base do prefeito na Casa”, concluiu Kitão.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.