Comissão da Planta de Valores atinge marca de 17 bairros atualizados

Após a conclusão do trabalho técnico feito pela equipe, no final de agosto, um projeto de lei será elaborado para apreciação dos vereadores até o início do mês de setembro

Quarta reunião temática da Comissão da Planta de Valores de Goiânia | Foto: Divulgação/Prefeitura de Goiânia

Quarta reunião temática da Comissão da Planta de Valores de Goiânia | Foto: Divulgação/Prefeitura de Goiânia

Dezessete bairros de Goiânia já foram apreciados e atualizados pela Comissão para Elaboração da Planta de Valores Imobiliários e Tabela de Preços de Construções, que chegou, nesta segunda-feira (27/7), à quarta reunião temática deste ano.

O grupo, que desde o dia 03 de julho delibera sobre os 10 anos sem atualização do banco de dados da Prefeitura de Goiânia, dedicou a maior parte do último encontro a ponderações sobre o Setor Leste Universitário, na região Central, que tem alto quantitativo de imóveis com imunidade tributária, caso de igrejas, instituições de ensino superior e órgãos públicos, além de atualmente passar por célere processo de verticalização.

Também estiveram sob apreciação os setores Campinas, Coimbra, Centro-Oeste, Marechal Rondon, Crimeia Oeste, Conjunto Yara, Vilas Froes, Nova, Monticelli e Jaraguá.

Os trabalhos, que até agora atingem a média de quatro bairros analisados por reunião, terão resultados mais céleres a partir da próxima semana. Até esta última segunda-feira de julho a comissão se reunia uma vez por semana para debater o tema. Em agosto, entre os dias 03 e 25, o grupo passa a se encontrar todos os dias no período vespertino.

“Estamos discutindo área por área, bem minuciosamente, buscando algo mais próximo ao real. A Planta de Valores vai continuar abaixo do preço de mercado dos imóveis. Seria um sonho, mas alcançar o valor real é muito difícil. Nosso foco está em uma aproximação”, afirma o presidente da comissão, Stenio Nascimento.

Os membros do grupo já se debruçaram em discussões técnicas sobre os setores Central, Aeroporto, Oeste, Norte Ferroviário I e II, Sul, Oeste, Universitário, Campinas, Coimbra, Centro-Oeste, Marechal Rondon, Crimeia Oeste, Conjunto Yara, Vilas Nova, Froes e Monticelli.

Na agenda da próxima reunião, marcada para o dia 03, está prevista análise das áreas residenciais e de baixa atividade econômica nos setores Marista, Pedro Ludovico, Bueno, Jardim América, Bela Vista, Nova Suíça e Sudoeste. Avenidas, imediações de parques, shoppings e zonas de grande comércio são avaliadas isoladamente.

Após a conclusão do trabalho técnico feito pela equipe, no final de agosto, um projeto de lei será elaborado para apreciação dos vereadores até o início do mês de setembro. O prazo final para tramitação da matéria na casa é o final do mês de dezembro. (Com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Finanças)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.