Líder reforça que presídio de Planaltina é de segurança máxima e apresenta requerimento à SSP

Deputado Bruno Peixoto fez o pedido para que Secretário de Segurança Pública, Rodney Rocha, dê respostas às reclamações de parentes de presos no presídio em questão

Bruno Peixoto, líder do governo, autor do texto da emenda em discussão | Foto: Maykon Cardoso/Alego

O presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, deputado Delegado Eduardo Prado (PV), encaminhou requerimento aprovado em caráter de urgência para que a Secretaria de Segurança Pública responda demandas apresentadas por familiares de detentos. As famílias denunciam falta de água, alimentação adequada, de kit higiene e visitas na Unidade Prisional Especial de Planaltina de Goiás.

O requerimento partiu do deputado Bruno Peixoto (MDB) e deve ser enviado para o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Rodney Rocha. No documento, os deputados pedem esclarecimentos sobre as denúncias levantadas por familiares de detentos da unidade prisional de Planaltina. “Em relação ao que foi relatado, eu gostaria de sugerir, inclusive já falei com o secretário de segurança pública, para que a gente tenha uma resposta rápida”, disse.

“Não é uma ação do Governo do Estado, ele apenas direciona, de acordo com o Poder Judiciário. O momento de se questionar é no Poder Judiciário”

Sobre a transferência de presos para o presídio do Entorno, o parlamentar ressaltou que o Governo apenas cumpriu determinação da Justiça. “Não é uma ação do Governo do Estado, ele apenas direciona, de acordo com o Poder Judiciário. O momento de se questionar é no Poder Judiciário”, avalia. Bruno Peixoto ressaltou que o presídio foi construído com recursos do Governo Federal e que segue as normas impostas pela União.

Ele também frisou que se trata de um presídio de segurança máxima, onde estão líderes de facções como Comando Vermelho, PCC e outros e, por esse motivo, as regras têm que ser diferentes.

Familiares dos detentos protestaram, durante a sessão da Comissão, por melhores condições aos detentos do presídio do município de Planaltina. De acordo com elas, falta água para os reeducandos. Além disso elas reclamam da alimentação fornecida.

O deputado Álvaro Guimarães (DEM), presidente da Comissão de Direitos Humanos agendou uma visita com o secretário de Segurança Pública, para esta quinta-feira, 26.

A Unidade Prisional Especial de Planaltina de Goiás foi inaugurada no dia 2 de setembro.
No começo de setembro, 195 detentos foram deslocados da penitenciária de Aparecida de Goiânia para o presídio de segurança máxima de Planaltina. A unidade é de segurança máxima e tem capacidade para 388 detentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.