Comércio de Goiânia espera melhor Natal dos últimos quatro anos

A expectativa é de que as contratações cresçam 10% em relação ao ano passado. Em Goiás, a estimativa é de 11 mil vagas de emprego sejam criadas

José Carlos Palma, presidente do Sindilojas-GO. Vendas de fim de ano devem crescer até 5% em relação a 2016

A melhora no cenário econômico tem deixado os comerciantes goianos otimistas com as vendas de fim de ano. Em consequência disso, o número de contratações também deve crescer. Depois de dois anos de queda — 2015 e 2016,  a estimativa é de que o número de vagas disponíveis cresça 10% em relação ao ano passado.

Segundo o Sindicato do Comércio Varejista no Estado de Goiás (Sindilojas-GO) mais de 11 mil vagas temporárias devem ser criadas no estado. Na capital, serão mais de 6 mil postos de trabalho criados exclusivamente para o fim de ano.

Para o presidente do Sindilojas, o número de trabalhadores temporários que vão conseguir uma vaga efetiva em janeiro de 2018 também deve ser maior que dos últimos anos.

“Por causa da crise, muitos empresários estavam trabalhando com um quadro de funcionários menor do que a necessidade.  Com a expectativa de aumento nas vendas, muitos vão voltar a contratar funcionários fixos”, explica.

Quem estiver de olho em uma vaga de emprego pode encontrar no fim de ano uma oportunidade de trabalho, Para conseguir fazer da vaga temporária um emprego fixo, o presidente do Sindilojas dá as dicas:

” A primeira coisa que o candidato precisa é conhecer a empresa. Saber o que a empresa espera dele e o que o cliente espera da empresa. Tudo que o empresário precisa é de retorno.
Responsabilidade com compromissos, honestidade, conhecer a mercadoria e saber lidar com o publico também são diferenciais”, pontua

Com relação ao volume de vendas, a expectativa é de crescimento de até 5% em comparação a 2016. Para o presidente da Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio-GO), José Evaristo Costa, o comércio está superando a crise.

“O pior natal foi de 2015 e 2016 se manteve com 9,3% negativo. Para 2017, a expectativa é de crescimento de 4,6% em relação ano passado. O dia das crianças já foi bastante positivo, e o Natal será ainda melhor”.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.