Comércio, bares e restaurantes devem retomar atividades na próxima semana

Reuniões intensas devem ocorrer no fim de semana para definir protocolos de segurança para retomada de atividades econômicas

Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Após semana de estudos e discussões com o setor empresarial, a prefeitura de Goiânia deverá publicar na noite da próxima segunda-feira, 13, um novo decreto para reabrir o comércio na capital. A intenção da administração é não estabelecer nenhuma data de fechamento, a menos que o sistema de saúde entre em colapso com uma aceleração aguda das contaminações por Covid-19. Além dos comércios, há previsão de retorno dos treinos de futebol e reabertura de bares e restaurantes, com alguns protocolos.

Outro seguimento que pode ser contemplado com a retomada são as academias, mas a possibilidade desta última ainda está em definição, juntamente com as disputas de futebol sem público. “Será um fim de semana de discussões adentro”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia (Sedetec), Walison Moreira.


“Há uma possibilidade grande dos bares voltarem a funcionar na semana que vem”, anunciou o titular da pasta. “Mas a secretaria de saúde ainda está estudando os protocolos. Estamos ligando para os seguimentos para saber se o protocolo é viável ou não para conseguirmos abrir de uma forma segura e não ter que fechar novamente”, disse.

“A gente não pode garantir que não vai fechar mais, porque a doença evolui muito rapidamente”, ressaltou. ” O plano é que abra na próxima semana e não feche mais. Trabalharemos duro para isso”, afirma.


“Em caso de restaurantes, muitos, talvez a maioria, são de self-service. Nós e a secretaria de saúde estamos estudando duas opções para o comerciante. Uma para eles oferecerem luvas plásticas para os clientes se servirem e outra opção poderia ser uma pessoa para servir o cliente. Ligamos para os representantes para saber se isso é viável. O comerciante já está no limite economicamente. Ele já está sem dinheiro e contratar outra pessoa para servir…”, conta. “As discussões não acabaram e não há definições.”

De acordo com Walison, apesar das indefinições, ele tem um sentimento de otimismo em relação às reaberturas. “Meu sentimento é que há uma possibilidade grande de bares e restaurantes voltarem com protocolos apertados, mas razoáveis. Nada que não dê para fazer.”

Ele acredita que as associações e sindicatos irão ajudar na fiscalização e orientação dos comerciantes de seus seguimentos. “Quando alguns estabelecimentos não cumprem os protocolos isso compromete a abertura de todos os outros estabelecimentos daquele seguimento. Como alguns empresários estão há mais de cem dias fechados, eles estão dispostos a seguir os protocolos”, argumentou.

“Vai abrir. A discussão agora é sobre os protocolos. Estão discutindo aí a forma, os horários…”, afirmou o vereador Welington Peixoto (DEM). “A abertura deverá ser definitiva, mas vai depender do empresário fazer a parte dele, os consumidores, as pessoas, fizerem a parte delas, acho que a doença a tendência é cair. O que não pode é descuidar”, afirmou.

Futebol e academias

“Os treinos acredito que não vai ter problema. Agora os jogos estão em discussão. Os jogos sem público” afirmou. “As academias estão na mesa de discussão também”, afirmou “Mas o que posso afirmar em relação a elas é que estou otimista, mas não tem nada confirmado.

Ao Jornal Opção, o vereador Wellington Peixoto afirmou que, caso não seja liberado o funcionamento das academias na próxima semana, que irá pedir para que seja estabelecida uma data definitiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.