Carlos Antônio Guadagnin, de 55 anos, teria executado uma manobra equivocada e se chocado contra uma árvore de cerca de dois metros

Divulgação: Corpo de Bombeiros
Divulgação: Corpo de Bombeiros

O comerciante gaúcho Carlos Antônio Guadagnin, de 55 anos, morreu na quarta-feira (30/7) após um acidente com parapente no município de Jaraguá, a 121km da capital. A vítima, que praticava o esporte há um ano e meio, participava de uma competição local sediada no Parque Estadual da Serra de Jaraguá.

De acordo com o relato do instrutor de voo que acompanhava o comerciante, Carlos Antônio fazia um voo às 15h, quando teria executado uma manobra equivocada e se chocado contra uma árvore de cerca de dois metros.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e, em menos de uma hora, chegou ao local. O comerciante de Passo Fundo apresentava fratura na perna direita e estava em estado de choque. Devido à perda de sangue, a vítima foi encontrada perdendo a consciência.  Segundo informações da 14ª Companhia Independente Bombeiro Militar (14ª CIBM), foram utilizadas técnicas de salvamento em altura para a retirada da vítima da árvore e posteriormente o resgate e o atendimento pré-hospitalar.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e a vítima encaminhada para o Hospital de Urgências de Anápolis, onde veio a óbito. Em entrevista ao Jornal Opção Online, o comandante dos bombeiros em Jaraguá, capitão Thiago Abdala,  informou que a causa da morte deverá ser investigada pela Polícia Técnico-científica.