Começa o IV Festival Internacional de Cinema da Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás

Evento tem por objetivo estimular e promover a conscientização do público sobre o respeito integral aos direitos humanos e à inclusão

Foto: Reprodução

Se inicia nesta quinta-feira, 23, a abertura do Festival Internacional da Diversidade Sexual e de Gêneros de Goiás, no Cinema Lumíere do Banana Shopping, em Goiânia, a partir das 18h.

Haverá um coffe break no Louge, e, a seguir, às 18h30, um show da transformista Lorna Washington, homenageada do Digo 2019 pelo seu histórico ligado ao universo LGBTI. Em seguida, será promovida a estreia do docudrama: “Rogéria, Senhor Astolfo Barroso Pinto”.  

Já na sexta-feira, 24, Dostoiewski fará uma Mostra Especial com bate-papo a partir das 14h, e serão exibidos: “Primaveras” – um documentário que conta a história de duas travestis na terceira idade, e “Meninas”, que aborda as drag queens mais atuantes na cena gay carioca, no início dos anos 2000.

A Mostra Competitiva Nacional será exibida a partir das 15h. Logo depois, às 19h, será a estreia do documentário: “Lorna Washington: Sobrevivendo a Supostas Perdas” de Rian Córdova & Leonardo Menezes.

No domingo, 26, às 13h, ocorrerá a Mostra Internacional. E, mais tarde, às 20h45, a Mostra de Filmes Goianos com “Sr. Raposo” de Daniel Nolasco; “Me balance Suavemente, Me balance Agora” de Gabriel Newton; “Ela só quer ser Maria” de Victor Vinícius do Carmo; “Prazer, Kamilla” de Douglas Lupo Neto e “Averno” de Nathália Carneiro. A seguir, serão apresentados os melhores filmes em todas as categorias.  

O estado de Goiás inscreveu 15 curtas e a curadoria do festival selecionou cinco  deles para o público poder assistir, com entrada franca.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.