Com unificação das redações de O Globo e Extra, mais de 30 são demitidos

Jornalistas com mais de 10 anos na Infoglobo foram dispensados durante essa semana; demissões chegaram a outros setores como diagramação e secretaria

Prédio em que funciona a redação do jornal O Globo | Foto: Reprodução / Google Maps

A Infoglobo dispensou, na última semana, mais de 30 funcionários. A empresa — que é responsável pelos jornais O Globo e Extra — reduziu equipes das editorias de bairros, economia, cultura, saúde e esportes, entre outras. Além da redação, as demissões chegaram a outros setores como diagramação e secretaria.

Segundo informações do Portal Comunique-se, o diretor de redação de O Globo, Ascânio Seleme, explicou que as demissões ocorridas na última quinta-feira (19/1) não estão ligadas a nenhuma contenção de gastos, mas apenas ao processo de unificação das redações dos dois jornais. A partir do dia 1º de fevereiro, começa a valer a integração de trabalho das duas publicações.

Seleme explicou que a estratégia visa trazer novos profissionais para a casa. Porém mesmo assim, a estrutura da empresa terá 32 pessoas a menos — considerando o número de trabalhadores antes do corte da última quinta-feira (19). “Percebemos, em meio ao trabalho de unificação das redações, que tínhamos alguns quadros ‘dobrados’ e áreas comuns nos dois jornais e fizemos ajustes”, justificou.

Com a integração das redações, as equipes de jornalismo mudarão de endereço e, além da mudança física, o conteúdo será alterado. De acordo com Seleme, cada vez mais os jornais terão foco no digital, principalmente para dispositivos móveis.

Profissionais

Entre os jornalistas demitidos estão o editor-assistente Natanael Damasceno, o editor-assistente Eduardo Fradkin, a repórter Natalia Castro, a repórter Juliana Garçon, o repórter Marcelo Alves, Jaqueline Falcão, da sucursal de São Paulo, o editor de oglobo.com, Leonardo Pimentel e, do Extra, Clarissa Monteagudo, Fabiana Silva e Samantha Vicentini. A repórter Andrea Freitas, desde 2010 na equipe econômica de O Globo, pediu seu desligamento ao saber da redução do quadro de colaboradores.

Entre os profissionais, alguns tinham mais de uma década de casa, como Damasceno que ingressou como estagiário no ano de 2000. Fradkin também estava há mais de dez anos em O Globo. Marcelo Alves pertencia ao time de esportes, tendo sido contratado em maio de 2006. Ele passou pelas editorias de ‘País’ e ‘Rio’ – até chegar a crônica esportiva em 2010, onde cuidava do blog “Planeta que Rola”.

2 respostas para “Com unificação das redações de O Globo e Extra, mais de 30 são demitidos”

  1. Antonio Torres disse:

    A verdade é os jornais perderam qualidade e o jornalismo que está ai não conseguem fazer milagre.

  2. Gerusa Contti disse:

    Viu? Não adianta compactuar com os patrões… Deixar as convicções de lado (se é que algum dia tiveram) e se agachar até o chão.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.