Com quase 90% dos leitos de UTI ocupados, maioria das regiões de Goiás estão em estado de calamidade ou crítica

O mapa da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), aponta que apenas as regiões Norte, Serra da Mesa e Pireneus estão classificadas como alerta (amarelo). Todas as demais estão atualmente em situação crítica (laranja) ou de calamidade (vermelho)

De acordo com os dados da Secretaria Estadual de Saúde divulgados nesta segunda-feira, 26 , a taxa de ocupação de leitos de unidades de terapia intensiva (UTI) destinados a pacientes com Covid-19 na rede estadual, em Goiás, está em 87,10%. Dos 609 leitos implantados, 513 estão ocupados, 20 bloqueados e 76 disponíveis. Já na rede pública municipal a ocupação dos leitos está em 82,57%. De acordo com a pasta, dos 327 leitos implantados, 251 estão em uso, 23 bloqueados e 53 disponíveis.

O mapa da Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO), aponta que apenas as regiões Norte, Serra da Mesa e Pireneus estão classificadas como alerta (amarelo). Todas as demais estão atualmente em situação crítica (laranja) — São Patrício I, Nordeste II, Central, Entorno Sul, Centro Sul, Sudoeste I — ou de calamidade (vermelho) — Nordeste I, Entorno Norte, Rio Vermelho, São Patrício II, Oeste I, Oeste II, Sudoeste II, Sul e Estrada de Ferro.

Segundo o painel da Covid-19, foram registrados 1.575 novos casos e 38 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. Até o momento, 20.510 goianos já perderam a vida em decorrência da doença,  o que significa uma taxa de letalidade de 2,82%. Há 377 óbitos suspeitos que estão em investigação. Em todo o território goiano, já há mais de 727.542 mil casos registrados de contaminação. Deste total, 694.201 estão recuperados. Outros 542.797 mil casos estão sob investigação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.