Com novo acordo entre Setransp e motoristas, ainda existe expectativa de greve

Se acordos firmados entre as empresas e os motoristas não forem aceitos pelos representantes da categoria a greve pode ser deflagrada ainda essa semana

Depois de horas de embates e quatro audiências no Tribunal Regional do Trabalho de Goiás (TRT-GO) os motoristas do transporte coletivo da Grande Goiânia e as empresas de ônibus chegaram a uma proposta de acordo de reajuste salarial na noite desta sexta-feira (13/6). A proposta de acordo será levada para a assembleia na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado de Goiás (Sindittransporte) na manhã desse domingo (15).

As duas partes concordaram com reajuste de 9% no salário e na gratificação e aumento de 16% no vale alimentação. Além disso, o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Passageiros (Setransp) se comprometeu a oferecer, no lugar da manobra, um serviço regular de transporte coletivo noturno que atenda também a população.

O Setransp adiantou que, caso não seja aprovada, a proposta feita pelas empresas não servirá de parâmetros para uma futura retomada de negociação.

A presidente do TRT-GO, desembargadora Elza Silveira, marcou uma audiência para terça-feira (17), para que seja ratificado o acordo, caso a proposta de reajuste seja aprovada pela categoria na assembleia de domingo.

Em entrevista ao Jornal Opção Online no último dia 4, o presidente do Sindittransporte, Alberto Magno, não via outro caminho a seguir a não ser deliberar greve. Agora, as propostas serão analisadas  pelos cerca de 500 representantes da categoria. Se os motoristas não concordarem com as propostas estabelecidas a greve pode ser deflagrada ainda essa semana.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.