Com menos tempo e dinheiro, marqueteiros apostam nas redes sociais para disputa em Goiânia

Mudanças nas campanhas eleitorais dificultam realização de campanhas muito caras e candidatos devem focar na mobilização do eleitorado na Internet

Renato Monteiro: “Essa campanha tende a valorizar cada vez mais os debates, algo que, a meu ver, é extremamente benéfico” | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Renato Monteiro: “Fator mobilização nas redes sociais é fundamental” | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

A campanha municipal de 2016 começa já na próxima terça-feira (16/8) com alterações importantes nas regras eleitorais, principalmente no que diz respeito à duração e doações de empresas para partidos e candidatos. Com a promulgação da Lei nº 13.165/2015, popularmente conhecida como Reforma Eleitoral 2015, as campanhas ficaram mais curtas e ficou estabelecido que o financiamento eleitoral pode vir apenas de pessoas físicas e do fundo partidário.

Agora, além de trabalhar a imagem e a comunicação dos candidatos por quem são contratados, marqueteiros têm pela frente o desafio de fazer uma campanha eficiente em menos tempo, com menos dinheiro e convivendo com a novidade que representam as redes sociais nesse processo.

Um fenômeno deste tipo de publicidade é o deputado federal Delegado Waldir (PR), eleito em 2014 em uma campanha sem grandes cifras e com trabalho ativo nas redes sociais. O Facebook do parlamentar, onde ele divulga casos e fotos de criminosos, tem mais de 645 mil curtidas. Somado a isso, Waldir também tem o apelo da segurança pública, área de muito interesse do goianiense. Quem comanda o marketing de Waldir, cuja coligação tem o nome de “Honestidade e coragem”, é Marcos Teixeira, repórter da TV Record.

Além de aproximarem candidatos e eleitores, as redes sociais são uma alternativa interessante para quem não tem muita verba para investir na campanha e não trabalha com empresas para arrecadar verbas. É o caso do candidato do Psol à prefeitura, Flávio Sofiatti, que posta vídeos diariamente no Facebook comentando questões políticas e gravando suas participações em eventos.

Sem um marqueteiro especificamente contratado para fazer a divulgação de seus projetos, Sofiati e o vice, João Pucinelli (Psol), investem em uma campanha colaborativa, como conta a assessora de imprensa da chapa, Juliana Modesto. É ela quem cuida de todo o relacionamento com a imprensa e na comunicação das propostas da coligação Se a Cidade fosse Nossa, que aposta em seminários, encontros em bairros e busca a participação popular na campanha.

A questão do tempo é um dos norteadores da estratégia que Renato Monteiro, da Cantagalo Comunicação, monta para a campanha de Adriana Accorsi (PT) e Deivison Costa (PTdoB), na coligação Vida e Paz. Na sua opinião, além do curto período de tempo para trabalhar, as pré-campanhas foram, apesar de extensas, muito mal aproveitadas.

Renato também acredita que as redes sociais e o poder de sensibilizar os eleitores na internet devem ser prioridades na corrida eleitoral. “Vamos ter que ter um foco, uma estratégia. Em uma campanha curta e com poucos recursos, o fator mobilização é fundamental”, argumenta ele. “Saber usar as redes vai ser definidor”, completa.

Confira quem são os marqueteiros que comandam as campanhas dos candidatos à prefeito de Goiânia:

  • Iris Rezende (PMDB) e Major Araújo (PRP) – Chapa “Experiência e Confiança”: Jorcelino Braga;
  • Adriana Accorsi (PT) e Deivison Costa (PTdoB) – Chapa “Vida e Paz”: Renato Monteiro (Cantagalo Comunicação);
  • Djalma Araújo (Rede) e Valmiro Batista (Rede): Rafael Vasconcelos;
  • Flávio Sofiati (PSOL) e João Pucinelli (PSOL) – Chapa “Se a Cidade fosse Nossa”: Não há um marqueteiro, mas a coordenação da campanha é de Flávio Marcos e Juliana Modesto cuida da comunicação;
  • Francisco Júnior (PSD) e Coronel Pacheco (PTB) – Chapa “Renova Goiânia”: Evandro José
  • Vanderlan Cardoso (PSB) e Thiago Albernaz (PSDB) – Chapa “Nova Goiânia”: Não contratou um marqueteiro, mas tem sua própria equipe de marketing;
  • Waldir Soares (PR) e Rose Cruvinel (PMN) – Chapa “Honestidade e Coragem”: Marcos Teixeira.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.