Goiás também aparece como o estado que menos perde recursos hídricos na distribuição 

Goiânia ocupa a primeira posição no ranking das capitais brasileiras com menor índice de perda de água durante a distribuição. Os dados são de um estudo divulgado pelo Instituto Trata Brasil, que aponta também que Goiás é o estado que menos tem perda de recursos hídricos em todo o País. 

De acordo com o estudo, na Capital, índice é de 18%. “Não é apenas economia e responsabilidade ambiental, mas também regularidade do abastecimento no período de estiagem”, destaca o prefeito Rogério Cruz (Republicanos). Já no Estado a taxa é de 27%.

O Instituto classificou Goiânia em “padrões de excelência”, e aponta que a perda de água na distribuição no município é menor do que a de cidades da Europa e da Ásia. A pesquisa também indica que Aparecida de Goiânia também está em destaque, com 22%. A título de exemplo, os índices de Londres e Hong Kong são de 28% e 25%, respectivamente. 

Empresa concessionária de serviços de saneamento básico em Goiás, Saneago, destaca que o combate às perdas é ponto estratégico no planejamento da Companhia. Segundo a companhia, as perdas na distribuição correspondem ao volume de água disponibilizado, mas não contabilizado como volume utilizado pelos consumidores. 

“As perdas são provocadas, entre outros motivos, por vazamentos, pressões altas nas redes, problemas na operação dos sistemas, ligações clandestinas, irregularidades na medição de água, submedição dos hidrômetros e ausência de programas de monitoramento de perdas”, informa a estatal.