Com Lúcia Vânia no PSB, Vanderlan ainda não confirma aliança com a base do governador

“Não estou automaticamente na base”, garante presidente do PSB, que continua com o discurso de neutralidade e sustenta que está aberto para conversações

Vanderlan Cardoso e Lúcia Vânia, que deve se filiar ao PSB até o fim deste mês / Foto: Facebook

Vanderlan Cardoso e Lúcia Vânia, que deve se filiar ao PSB até o fim deste mês / Foto: Facebook

Com a filiação da senadora tucana Lúcia Vânia ao PSB assegurada, o presidente da legenda em Goiás, Vanderlan Cardoso, ainda não atesta que ação significa a aliança do PSB com a base do governador Marconi Perillo (PSDB). O ex-prefeito de Senador Canedo continua com o discurso de neutralidade da sigla, que pode coligar tanto com a base quanto com a oposição.

Na última segunda-feira (6/4), Vanderlan se reuniu com Lúcia Vânia e confirmou filiação da senadora, que deve ocorrer até o fim do mês. O político, que já havia dito que a tucana teria o espaço que desejasse dentro da legenda, analisa que no PSDB a senadora poderia não obter a abertura almejada nas próximas eleições.

O ex-prefeito acredita que dentro do PSDB existem vários nomes fortes para o Senado, como o do próprio governador. Desta forma, com os tucanos a senadora teria menos espaço para concorrer à reeleição em 2018 — Lúcia Vânia já descartou a possibilidade de concorrer para prefeitura ou governo.

Vanderlan ainda pontua que acha difícil que o PSDB tenha dois candidatos ao Senado. “Como ficam as outras legendas? É complicado conciliar duas candidaturas dentro do mesmo partido”, pontua.

Ao dizer isso, Vanderlan abre possibilidade de entendimento de que Lúcia Vânia indo para o PSB deixaria disponível candidatura de dois nomes fortes pela base — uma pelo PSDB e outra pelo PSB. O presidente, por outro lado, nega que seja isso que queira dizer.

De acordo com ele, a aliança da senadora é de imensa importância para o PSB, mas não significa que a legenda está automaticamente junto com os tucanos. “Lúcia Vânia vem para o PSB, e não o PSB para o PSDB. Não estou automaticamente na base”.

Vanderlan ainda frisa que a ida da senadora para a sigla não foi com a condição de uma aliança das legendas. O político garante que está aguardando conversação com o governador Marconi Perillo, algo que acredita que deve acontecer nas próximas semanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.