Com investimento de R$ 13 milhões, Caiado anuncia construção de policlínica em Campos Belos

Governador assegurou implantação da unidade de saúde, com entrega prevista para 2021. Em visita à cidade, ele também vistoriou as obras da GO-452 que liga o município ao distrito de Pouso Alto

Governador Ronaldo Caiado / Foto: Reprodução

O governador Ronaldo Caiado (DEM) anunciou aos moradores de Campos Belos que o município será contemplado com uma das 17 policlínicas a serem implantadas pela gestão Estadual.  O município fica localizado a mais de 600 quilômetros de Goiânia, na fronteira com o Estado do Tocantins. Segundo a governadoria, a instalação dessas unidades vão revolucionar a rede de atendimento fora do eixo Goiânia-Anápolis.

“Meu compromisso, como médico e como governador, é trazer a regionalização da Saúde, para que as pessoas possam ter facilidade e condição de acesso aos atendimentos com dignidade”, anunciou o governador na última terça-feira, 28, durante a solenidade de inauguração do Vapt Vupt do município. Imediatamente após o evento, o governador participou de uma reunião com o prefeito, Eduardo Terra, e outras autoridades para discutir o projeto.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino, a entrega da policlínica de Campos Belos está prevista para 2021, com um investimento total de R$ 13 milhões, sendo R$ 8 milhões investidos na obra e R$ 5 milhões em equipamentos. “O prefeito ficou de olhar a área mais adequada, porque será um foco regional e nós precisamos que seja de fácil acesso”, explicou o secretário. Ismael disse ainda que a estrutura deverá ter em torno de 4 mil m², com capacidade de atenção especializada a mais de 12 especialidades médicas e seis não-médicas, além de diagnóstico por imagem e laboratorial.

Antes mesmo de ser eleito para o governo, o governador destaca que já acompanhava os problemas enfrentados pelo município. “Em vários discursos me pronunciei sobre a situação de Campos Belos. Não podemos ter um Goiás desenvolvido e um Goiás onde as pessoas não têm sequer condição, por ter uma insuficiência renal, de ter qualidade de vida”, disse apontando para os cartazes de moradores indignados.

Uma das que ostentavam as faixas era Joelma de Souza Real, filha de José de Souza Vaz, paciente mais idoso da lista, com 87 anos. Ao todo, a cidade tem 57 pacientes na lista de hemodiálise. O paciente mais novo tem 16 anos. “Estamos nesta luta para trazer um centro de hemodiálise. Toda região sofre precisando desse tratamento. Os pacientes precisam se deslocar até Formosa; são 800 quilômetros ida e volta, e mais 4 horas na máquina que eles ficam”, frisou Joelma.

O governador ponderou que, apesar das evidentes dificuldades pelas quais o governo passa, saberá priorizar a vida e a dignidade do cidadão no Estado de Goiás. Para isso, pontuou, tem contado com amplo apoio do presidente Jair Bolsonaro. No entanto, tudo será feito com muita responsabilidade. “Vamos fazer tudo dentro de um cronograma correto, com detalhes de dia para iniciar e acabar, para que as pessoas não se sintam enganadas e usadas, principalmente numa situação como essa, onde estão acometidas com problemas de saúde”, refletiu Caiado.

Vistoria da GO-452

Antes de partir de Campos Belos, o governador se deslocou com sua comitiva até o trecho onde se iniciarão as obras da GO-452, que liga o município de Campos Belos ao seu distrito de Pouso Alto, a 30 quilômetros de distância. Ao todo, a rodovia possui 59 quilômetros que estão em situação crítica. “Estamos há mais de 20 anos sem manutenção. 99% da população de Pouso Alto depende desta rodovia para ter acesso à Bahia e está sitiada”, destacou o vereador Rodrigo Ferreira.

O presidente da Goinfra, Pedro Sales, destacou a importância econômica desta intervenção para a comunidade. “Terminamos a expedição de uma ordem de serviço para a completa recuperação dessa rodovia não pavimentada. Acreditamos que em breve, 90, 120 dias no máximo, ela estará em total e plena condição de trafegabilidade, contribuindo para o desenvolvimento da região”, prospectou.

O trecho vai passar por serviços de topografia, em primeiro lugar, para dar trafegabilidade às áreas mais difíceis. “Depois será providenciado o levantamento do leito da rodovia (greide), dando condições para que os produtores rurais e pessoas que moram na região e todo o povoado aqui possam ter condições de ter novamente condições de acesso.

“Não temos condições, ainda, de fazer o asfaltamento dela, mas numa junção de forças, do prefeito, produtores rurais e do governo do Estado, já vamos dar uma melhorada e torná-la transitável nos próximos dias. Tudo isso dentro de um esforço da comunidade, vendo que, nós juntos, podemos reconstruir o Estado de Goiás”, concluiu Caiado

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.