Com alta procura, vacina contra H1N1 precisa ser reposta em unidades de saúde de Goiânia

Primeiro dia da campanha de vacinação começou com longas filas e confusão 

Este slideshow necessita de JavaScript.

O início da campanha da vacinação contra a influenza A (H1N1) em Goiânia, nesta sexta-feira (13/4) começou com confusão e longas filas. Com alta procura, no Centro de Saúde Vila Canaã, que contava com 500 doses, o estoque precisou ser reposto,

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, houve desabastecimento pontual, mas a reposição já está sendo viabilizada.

“A SMS  informa que monitora continuamente o abastecimento das vacinas contra gripe nas 56 salas espalhadas pela Capital. Qualquer desabastecimento pontual devido a alta procura registrada neste primeiro dia de campanha será corrigido o mais breve possível com a distribuição de mais doses.”, diz o comunicado.

Campanha

No Centro Municipal de Vacinação e Orientação ao Viajante, no Setor Pedro Ludovico, a primeira pessoa chegou ao local por volta das 2 horas da madrugada.

O Jornal Opção esteve no local e conversou com pacientes. A dona de casa Maria Divina, de 71 anos, contou à reportagem que chegou às 5 horas e a fila já estava grande.

Eunice Dourado Lopes chegou uma hora depois e contou que houve início de confusão, porque pessoas estavam furando fila indiscriminadamente, sem reação dos vigilantes.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.