Com a chegada do inverno, doenças respiratórias exigem cuidado redobrado

Os vírus respiratórios circulam o ano todo, entretanto, nos meses de outono e inverno sua ocorrência torna-se mais frequente pelo fato de as pessoas ficarem em locais fechados e com pouca circulação de ar

Foto: Reprodução

O inverno começou oficialmente na última sexta-feira, 21. Com a chegada da temporada mais fria do ano, algumas doenças tornam-se mais frequentes em virtude da maior ocorrência dos vírus e bactérias que atacam o sistema respiratório. Isso porque, nesta época do ano, as pessoas costumam ficar em locais fechados e com pouca circulação do ar.

Além das baixas temperaturas, e estação é marcada, também, pela baixa umidade do ar. Juntos, esses fatores fragilizam o sistema respiratório, provocando doenças como gripe, resfriado, amidalite, asma, otite, bronquite, pneumonia, sinusite e alergias são facilmente disseminadas nos ambientes fechados.

A farmacêutica, Sueza Oliveira, explica que prevenir é o melhor remédio. “Entre as dicas estão evitar comer alimentos gelados, que podem tirar o calor do corpo, agasalhar-se bem e beber bastante água. Para os mais idosos, outra recomendação é apostar nos caldos, que ajudam a manter o corpo aquecido”, alerta.

Existe ainda, a chamada “etiqueta respiratória”, que são algumas ações facilmente aplicadas pela população como: higienização das mãos frequente com álcool em gel ou água e sabão; utilizar lenço descartável para a higiene nasal; cobrir o nariz e a boca ao espirrar ou tossir; evitar tocar as mucosas dos olhos, nariz e boca; higienizar as mãos após tossir ou espirrar; não compartilhar objetos de uso pessoal como talheres, pratos, copos ou garrafas; manter os ambientes bem ventilados; evitar o contato próximo a pessoas com sinais ou sintomas respiratórios.

Além disso, é importante cuidar da saúde durante todo o ano, não só no inverno, isto inclui uma alimentação equilibrada, hidratação adequada, prática de atividade física e sono regulado.

Uma resposta para “Com a chegada do inverno, doenças respiratórias exigem cuidado redobrado”

  1. Thermomatic Do Brasil disse:

    Uma dica muito importante para evitar a proliferação de ácaros, fungos e bactérias é controlar a umidade do ambiente. E isso já pode ser feito com um desumidificador de ar Desidrat, que controla essa umidade nos níveis recomendados pela OMS, que são entre 50 e 60%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.