Com 660 alunos na fila de espera, CMEI em Goiânia abre apenas 36 vagas

Jornal Opção percorreu três unidades de educação infantil e em todas a situação era a mesma: imensas filas de espera e poucas vagas oferecidas

CMEI Jardim América. Unidade abriu apenas 36 vagas para novos alunos enquanto 660 crianças aguardam na fila de espera | Foto: Mayara Carvalho

Mesmo com o anúncio por parte da Secretaria Municipal de Educação (SME) de que foram criadas 8,6 mil vagas para novos alunos nos CMEIs de Goiânia — número que acabaria com o déficit do município — muitas mães não conseguiram matricular seus filhos em uma unidade de educação infantil.

Jornal Opção visitou algumas das unidades de ensino que atendem crianças de seis meses a cinco anos de idade para entender o porquê tantos alunos ficaram na lista de espera para conseguir uma vaga.

No CMEI Jardim América, de acordo com o relatório emitido pelo próprio sistema de matrículas do site da SME, 660 crianças aguardam na fila de espera por uma vaga na unidade de ensino.

A reportagem esteve no CMEI e apurou que, apesar da grande demanda de alunos, a unidade abriu apenas 36 vagas para 2018. Dessas, 18 vagas são para a turma de seis meses de idade e 18 vagas para as crianças de dois anos.

O CMEI possui uma área para construção onde, de acordo com relatos de funcionários, serão construídas 10 salas de aula. No entanto, o projeto nunca saiu do papel.

No CMEI Drª Elizabeth Pinto, que fica localizado no Parque Amazônia, a situação não é diferente. Na fila de espera, 268 crianças aguardam por uma vaga na unidade. Entretanto, apenas 48 vagas foram abertas.

No mesmo bairro, no CMEI Parque Amazônia, apenas 18 crianças foram matriculadas na unidade, enquanto outras 238 esperam por uma vaga.

O local, por questão de segurança, funcionava de portas trancadas à espera dos responsáveis pelos novos alunos para realizar a confirmação das matrículas.

Jornal Opção entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação para saber o déficit de vagas para a educação infantil em Goiânia. Por meio de nota, a SME informou que  terminou o ano passado com uma média de 7 mil crianças na fila de espera.

A pasta explicou, que após o término do período de confirmação de matrículas, na próxima segunda-feira (22), fará nova análise da demanda para este ano. Conforme comunicado, as vagas que não forem ocupadas ficarão disponíveis no sistema.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Laurimar

Não são so os cmei do parque Amazonas que estão assim minha filha está ne fila de espera 2 anos e não consegiu em nenhuma deveriam olhar esses cmei bem de perto pois o cmei do vila Boa MATEUS BARCELOS BARRETOS so tem filhos de rico lá e os que precisam ficam sem vagas não são só eles mas o do Vila faiçalville também é o PROFESSORA ALZIRA DE Oliveira Alves também então poderiam dar uma olhada nisso agradecemos