Coligação entra com pedido para cassar candidatura de Kajuru

Coligação Goiás Avança Mais pede ao TRE abertura de ação de investigação judicial eleitoral contra candidato ao Senado por uso de fake news e abuso de poder político

Divulgação

A coligação Goiás Avança Mais, liderada pelo governador Zé Eliton (PSDB), candidato à reeleição, decidiu entrar nesta semana com pedido de cassação de registro de candidatura contra o candidato ao Senado Jorge Kajuru, PRP. O grupo acusa o vereador de uso de fake news e abuso de poder político em sua campanha eleitoral.

No pedido de abertura da ação de investigação judicial eleitoral, a Coligação Goiás Avança Mais observa que Kajuru já foi alvo de 25 representações por utilização de fake news em sua propaganda eleitoral e por meio de suas redes sociais.

“Kajuru está se utilizando dos meios de comunicação permitidos pela legislação eleitoral para lançar informações inverídicas contra seus adversários”, afirma o pedido de AIJE, distribuída pelo TRE para a relatoria do desembargador Zacarias Neves Coelho, vice-presidente do tribunal.

Na fundamentação do pedido de abertura da ação, a Coligação Goiás Avança Mais argumenta que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e ex-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Luiz Fux disse, durante seu mandato à frente da Justiça Eleitoral, que candidatos que se utilizarem de fake news para atacar seus adversários podem ser alvos da cassação de registro. Cita, ainda que, em situações mais graves, da anulação do próprio pleito, quando comprovada a influência do uso de conteúdo inverídico no resultado da disputa.

Procurada pela reportagem, a defesa do Kajuru afirmou que ainda não foi citada na peça processual, mas negou que o vereador tenha feito uso de fake news. Para o advogado Rogério Paes, a representação é uma ação política orquestrada pelo também candidato ao Senado, Marconi Perillo (PSDB).

Ainda sobre a divulgação de fake news, a defesa argumenta que tudo o que foi dito por Kajuru durante a campanha se baseou em fatos e notícias veiculadas em jornais de grande circulação.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.