Segundo nota assinada pelo diretor da escola, solicitação é um “clamor da família goiana para que os filhos possam servir ao próprio estado”

asdasd | Foto: Divulgação
Colégio alega que medida semelhante já foi adotada por outros quatro estados | Foto: Divulgação

Preocupado com a possível diminuição de alunos goianos na Universidade Federal de Goiás (UFG), agora que a Instituição adotou o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Colégio WR divulgou um comunicado em que pede ao Centro de Seleção da UFG que aumente em 20% a nota dos alunos que forem de Goiás.

Segundo o comunicado, a razão da solicitação é o “clamor da família goiana para que os filhos permaneçam aqui, formem-se e possam servir a seu próprio Estado”. Para o diretor do colégio, Rubens Guimarães, estudar na UFG garantiria aos alunos maior segurança e estabilidade, pela proximidade da família.

O WR informa ter formalizado o pedido inspirado por medidas semelhantes tomadas por outras Universidades Federais. “(…) sabemos que este procedimento já é usado em outros estados como Rio Grande do Norte, Pará, Tocantins e Alagoas”, diz a nota.

No comunicado, o WR diz que sem o aumento da nota dos alunos goianos, eles podem “não ter o privilégio de cursar a universidade que tanto almejam”. A UFG informou, em nota, que “só se pronunciará oficialmente sobre a carta do Colégio WR na segunda-feira, dia 15 de junho.”

O comunicado completo pode ser conferido aqui.